English Español Français Deutsch Italiano Český Polski Русский Українська Português Eesti 中文

Conhecimento contemporâneo sobre Deus, sobre a evolução e o significado da vida humana.
Metodologia de desenvolvimento espiritual.

 
Por que observar os Mandamentos de Jesus o Cristo?
 


Vladimir Antonov

Por que observar os Mandamentos de Jesus o Cristo?


Traduzido do espanhol ao Português
por Santiago J. Butvilofsky

Corretora de tradução:
Maíra Nogueira




Jesus perambulava sanando e pregando a Deus num ambiente humano que Lhe era hostil. Depois padeceu as burlas e o maltrato de pessoas agressivas, pouco desenvolvidas em sua evolução e recebeu a morte na cruz.

Ele não fez tudo isto para que as pessoas Lhe rendessem culto, senão para ensinar às pessoas a viver uma vida cheia de grande significado, isto é, uma vida colmada da participação harmoniosa e ativa no Processo da Evolução da Consciência Divina!

Nos últimos anos, tenho ouvido muitas vezes, a opinião de que os Mandamentos de Jesus o Cristo se tornaram antiquados e que, portanto, pode-se prescindir deles.

Lamentavelmente, na atualidade predomina esta opinião! As pessoas estão convencidas de que para salvar-se do inferno, é suficiente só crer em que Jesus era o Cristo, participar dos ritos «de salvação» e repetir sempre as mesmas orações acompanhando com os movimentos prescritos do corpo! Eles não se esforzam por estudar e observar os Ensinamentos de Jesus!

Ele, entretanto, ensinava a perdoar, a não exigir aquilo que nos foi tirado, ser humildes, ser pacíficos em vez de ser belicosos e agressivos, não nos irritar, não condenar aos demais, não ansiar os valores terrenais, não nos apegar aos objetos mundanos, incluindo a outras pessoas, reagir com amor às diversas barbaridades das pessoas pouco desenvolvidas, ser solícitos e ternos nas relações com nossos próximos e assim sucessivamente [1 e outros].

Mas, por quê devemos evitar os conflitos, perdoar a todos, não nos vingar e ser submissos ante os ofensores em vez de lutar contra eles? Por quê devemos aprender a não nos alçar sobre os demais, senão, pelo contrário, ser humildes e não nos ofender?

Talvez não seria mais apropriado castigar aos malvados para que «não voltem a fazer uma próxima vez»? Pois isto inclusive poder-lhes-ia ser muito proveitoso!

No entanto, Jesus ensinou tudo isto para que aquelas pessoas que seguissem Seus Ensinamentos pudessem realizar o Plano de Deus para nós.

Este Plano consiste em que, evitando fazer-nos mais grosseiros devido às emoções conflitivas e, pelo contrário, fazendo-nos mais sutis gradualmente, obtenhamos a possibilidade de nos unir, sendo Almas perfeitas, com o Criador.

Cheguem a ser «perfeitos, bem como Seu Pai Celestial é perfeito», ensinava Jesus! (Mateus 5:48)

As emoções negativas fazem com que nós, como consciências, nos voltemos mais grosseiros e também provocam a contaminação de nossos corpos com as bioenergias grosseiras. Esta é, entre outras, uma das causas de nossas doenças. Além disso, nos afasta da Meta Final de nossa existência e contribui para que as desgraças ocorram em nossos destinos.

Como vemos, uma grande quantidade de pessoas, incluindo àquelas que se consideram cristãs, não sabem nada sobre o significado de suas vidas na Terra, nem sobre para que Jesus nos presenteou com Seus Mandamentos.

Pois pode-se compreender isto desde que um aceite os Ensinamentos de Deus em sua integridade e totalidade.

* * *

Temos examinado muitas vezes que o aperfeiçoamento espiritual da cada um de nós inclui três componentes estreitamente relacionados: o componente ético, o componente intelectual e o componente psicoenergético. Todos estes são necessários, mas sempre deve-se começar pelo primeiro.

Há que compreender muito bem tudo isto tomando em conta também que os Espíritos Santos e as almas não encarnadas, as que se encontram em diferentes níveis de sua evolução e as que estão sob o controle dos Mesmos Espíritos Santos, observam constantemente o desenvolvimento da cada um de nós. Todos eles tomam em consideração tanto nossos lucros, como nossos erros eticamente importantes e, dependendo disto, os Espíritos Santos formam nossos destinos.

Deus está diretamente interessado em nosso aperfeiçoamento, por isso Ele incorpora em nossos destinos diversas situações educativas, que podem ser tanto agradáveis como desagradáveis para nós.

Então, quanto mais esmeradamente observemos Seus Ensinamentos, mais alegria e felicidade receberemos e menos provas desagradáveis terão lugar em nossas vidas.

Assim é como pré-determinamos nossos destinos, os quais são realizados depois por Deus.

Cabe mencionar também que nossos destinos são formados e mudados constantemente por nós mesmos. As causas que os fazem mudar são nossas decisões eticamente importantes, tanto as corretas como as incorretas. (As predições astrológicas não têm importância neste caso).

Se recordamos isso permanentemente, podemos aumentar em um grau considerável a quantidade de felicidade em nossas vidas e diminuir a quantidade de dor.

Muitos leitores, provavelmente, já começaram a perguntar-se: em que consiste então estes Ensinamentos de Deus e onde podemos encontrar a informação clara e facilmente entendível acerca disto?

Respondo que todos nossos livros, entre outros materiais, estão dedicados exatamente a este propósito.

* * *

Agora examinemos alguns aspectos psicoenergéticos de nosso desenvolvimento.

Este consta da refinação da consciência e de seu crescimento quantitativo subsequente.

A refinação é conseguida inicialmente através da correção da própria esfera emocional, o que implica desfazer-se das emoções grosseiras e cultivar, em câmbio, as sutilíssimas. Para ajudar a aprender isto, foi criado o sistema dos métodos de auto-regulação psíquica que permite cumprir esta tarefa no prazo mais curto possível [3 e outros].

Graças à obtenção do devido nível de refinação da consciência, o praticante começa a perceber os Espíritos Santos diretamente com os órgãos da percepção da alma, e não do corpo.

Contudo, isto é simplesmente o começo da comunicação direita com Deus. Logo o praticante pode alcançar o estado no qual Deus — em Suas diversas manifestações — torna-se mais real que os objetos do mundo material. Tal pessoa «muda-se» gradualmente do mundo material para o mundo onde habita o Criador e os Espíritos Santos, e cabe mencionar que sua conduta entre as pessoas encarnadas segue sendo totalmente adequada, o que distingue-o dos fingidores e dos dementes.

Claramente, tal «mudança» não acontece como resultado de uma «iluminação instantânea», tal como são descritos em alguns contos pseudoespirituais pouco confiáveis, senão graças ao trabalho perseverante de muitos anos sobre nós mesmos. A saber, é nesessário crescer como coração espiritual, chegar a ser grande, aprender a viver, pensar e atuar longe do próprio corpo material e a unir-se no amor com os Espíritos Santos e com a Consciência Primordial em Sua totalidade.

* * *

Quero chamar sua atenção sobre um fato importante: nós, como consciências desenvolvidas, podemos entrar e logo nos estabelecer só naqueles estratos do espaço multidimensional que correspondem-se com a energia dentro de nossos corpos.

É importante também saber que, depois que os nossos Mestres Divinos — os Espíritos Santos — nos mostram o seguinte (segundo seu nível de sutileza) estrato do Absoluto multidimensional, devemos aprender não somente a entrar ali, senão também a emanar desse estrato e entrar nos próprios corpos, realizando nesses a limpeza pertinente e outras transformações de refinamento.

Somente depois de cumpri-lo podemos esperar nos estabelecer nos seguintes — ainda mais sutis — estratos do Absoluto.

Dou-lhes uns exemplos. Exercícios muito simples tais como «Dar», «Despertar-se» e «Pranava» [3] permitem conhecer os Espíritos Santos sem distinguir Sua individualidade, ou seja, sem entender Qual Deles comunica-se conosco nesse momento.


Entretanto, graças às técnicas mencionadas (desde logo, a condição de levar além de um estilo de vida eticamente puro), conseguimos purificar as energias de nossos corpos até o nível no qual podemos começar gradualmente a comunicar-nos com os Espíritos Santos concretos, o que se realiza, entre outras maneiras, dentro de Seus Mahadobles [4,5].

Os anos seguintes de aprendizagem com Eles permitem conhecer progressivamente a gradação de Seus estados que vai desde a Luz Divina até o Fogo Divino de diferentes graus de intensidade, incluindo «A Brancura Deslumbrante do Fogo» [6].

Explico que os Espíritos Santos se apresentam aos Seus discípulos encarnados principiantes como a Luz Divina (e não como o Fogo Divino) para que lhes seja mais fácil percebê-los.

Logo, Eles guiam — mediante Seus estados e conselhos — os praticantes espirituais exitosos ao conhecimento de estados cada vez mais sutis, incluindo aqueles nos quais permanecem os Espíritos Santos ao sair da Morada da Consciência Primordial.

Eles também ensinam a converter-nos naquele Fogo Divino deslumbrante com O Qual se podem criar e transformar os objetos do plano material.

De maneira semelhante o praticante chega a conhecer a Morada do Criador, na qual o Unido Nós de todos os Espíritos Santos permanece na Tranquilidade (ou Calma) Divina [7].

Assim pois, cada vez que conheçamos algo novo neste Caminho, devemos transformar nossos corpos respectivamente.

* * *

Espero haver conseguido convencer os meus leitores de que faz sentido — a causa de nosso amor por Deus, ou seja, a causa Dele, e também a causa de nosso próprio bem-estar — estudar e cumprir os Mandamentos de Jesus, o Cristo. Estes exortam-nos a não fazer dano, senão, pelo contrário, a ajudar aos demais e nos explicam como construir nossas relações com Deus e como aperfeiçoarmos da melhor maneira.

Literatura recomendada

1. Antonov V.V. — Os Ensinamentos originais de Jesus o Cristo. «Novas Atlantes», 2013 (em espanhol).

2. Antonov V.V. — Clássicos da filosofia espiritual e presente. «Novas Atlantes», 2010 (em espanhol).

3. Antonov V.V. — Ecopsicologia . «Novas Atlantes», 2010 (em espanhol).

4. Antonov V.V. — Conferências na floresta no mais alto Yoga . «Novas Atlantes», 2008 (em russo e inglês).

5. Tatiana M. — O outro lado do mundo material. «Novas Atlantes», 2012 (em espanhol).

6. Antonov V.V. (Editor) — Coração Espiritual. Caminho para o Criador (Poemas- Meditações e Revelações ). «Novas Atlantes», 2008 (em russo).

7. Antonov V.V. — Anatomia de Deus. «Novas Atlantes», 2010 (em espanhol).

 
Página principalLivrosArtigosFilmesGaleriaScreensaversNossos websitesLigaçõesSobre nósContato